• DANIELA SCHEINKMAN CHATELARD

Relação Mãe-Bebê no Pré-Natal e na Maternidade

O objetivo da pesquisa é oferecer uma contribuição teórica e prática na área da psicanálise, com uma experiência institucional. Visa o atendimento às gestantes e puérperas. O objeto de estudo é alcançar o inconsciente da gestante e da puérpera na maternidade, ou seja, o estudo do psiquismo materno e suas influências na subjetividade do bebê. Sabemos e compreendemos através de uma literatura cada vez mais afinada e especializada na área da primeira infância, de zero a três anos o crescente interesse nesta etapa nascente do humano; interesse que envolve vários profissionais oriundos de formações as mais diversas possíveis. Nosso estudo de observação gira em torno da temática sobre a constituição da subjetividade desde os primórdios da concepção via a transmissão do psiquismo materno: inconsciente e transgeracional. Bolsa Produtividade em Pesquisa CNPq

Estudos sobre a Constituição Psíquica e o Estatuto do Outro na contemporaneidade

Este projeto é o desdobramento de nossa primeira fase de reflexão que teve inicialmente como tema: "A subjetividade do bebê e suas influências no psiquismo materno". Trata-se de uma reflexão teórico-clínica acerca dos processos da constituição subjetiva e mais precisamente durante os primeiros anos da infância. Uma das vertentes deste projeto trabalha com a hipótese, de alguns autores, que enfatizam a importância da transmissão transgeracional e suas incidências no psiquismo materno durante o período gestacional. Quatro eixos se entrelaçam neste projeto: as considerações freudianas sobre as noções de fantasia, de reminiscências infantis, de traço de memória e de lembrança encobridora; a noção lacaniana do sujeito como efeito lógico da determinação da cadeia significante, ao mesmo tempo em que este sujeito é também responsável pela sua posição subjetiva; a noção lacaniana do Pai Real: qual seu destino na subjetividade?; reflexões sobre o estatuto do Outro na contemporaneidade.

 

  • DEISE MATOS DO AMPARO

Adolescência, violência e traumatismo: Dimensões psíquicas e relacionais

Este projeto pretende investigar o funcionamento psicodinâmico e subjetivo dos adolescentes que passam ao ato de forma violenta, bem como analisar a natureza das suas relações de apoio (relação parental; pessoas de referência; instituições), buscando identificar elementos para intervenção clínica, considerando a relação entre violência atuada, traumatismo e apoio do ambiente e parental. É um projeto realizado em parceria com a Universidade Católica de Brasília, Université Paris V e Paris XIII. Como instrumentos da pesquisa utilizamos entrevistas clínicas, Método de Rorschach, entrevistas de grupo focal, entrevistas familiares. Apoio CNPq.

Adolescência violência e traumatismo

Esse projeto analisa alguns aspectos relativos ao funcionamento psíquico dos adolescentes que passam ao ato de forma violenta na sua interelação com dimensões familiares e sociais. Ressalta-se o papel do meio ambiente e a necessidade de auxilio externo nas situações de desamparo que se situam bem no centro do conceito de trauma. Discute-se a importância do desenvolvimento da reflexão sobre a intervenção psicossocial e clínica com os adolescentes que passam ao ato pela via da violência, ser atravessada por considerações sobre as particularidades do funcionamento psíquico desses jovens, principalmente pela análise do impacto de vivência de situações traumáticas e extremas, bem como, pela noção de provimento ambiental e de apoio narcísico parental (Marty, 2006; Gutton, 1990; Winnicott, 1995). Busca-se identificar elementos para intervenção, considerando a relação entre violência atuada, traumatismo e apoio parental. Bolsa Produtividade em Pesquisa CNPq

Violências e Psicopatologias na Contemporaneidade: diagnóstico e intervenção clínica – VIPAS

Esta pesquisa discute as formas de violências e psicotopatologias na contemporaneidade, buscando investigar aspectos do psicodiagnóstico e da clínica psicanalítica. Interessa-se por temáticas relativas ao campo da psicopatologia clássica, pelas novas formas de adoecimento psíquico e produções subjetivas contemporâneas e suas relações com as violências, bem como, considera as especificidades da intervenção e do manejo clínico. Busca-se caracterizar o pathos contemporâneo, o mal estar da cultura na atualidade, suas repercussões subjetivas e seus impactos no surgimento de diversidades de sofrimentos psíquicos que envolvem temáticas próprias da atualidade, como a dependência, o desamparo, o narcisismo e a violência.

Concepções de saúde e doença mental na perspectiva de jovens e seus cuidadores

Essa pesquisa é realizada em co-execução entre a Universidade de Brasília- Universidade Católica de Brasília em parceria com as Universidade do Rio Grande do Sul, Universidade de Fortaleza e com a parceria Internacional da Universitat de Zürich. O estudo visa investigar a saúde mental na perspectiva de jovens e cuidadores. Temos como objetivos específicos apreender na perspectiva dos adolescentes e seus familiares a visão de: saúde e doença mental; a concepção sobre acesso ao serviço de saúde mental; fatores de risco e proteção; as estratégias utilizadas para cuidar da saúde mental; e, as instituições ou pessoas identificadas pelos adolescentes e pelos familiares como potenciais ao atendimento em caso de problemas com a saúde mental. Pretende-se com este estudo auxiliar os profissionais da área de saúde na busca de uma melhor compreensão acerca das necessidades de saúde dos adolescentes, assim como subsidiar a melhoria do atendimento desta população. Apoio CNPq.

 

  • ELIANA RIGOTTO LAZZARINI

Psicopatologias narcísicas e obesidade: sistematizando uma clínica dos transtornos alimentares

O projeto dirige atenção para os quadros psicopatológicos dos transtornos alimentares, em especial da obesidade. Temos como objetivos: estabelecer uma sistematização da metodologia de atuação para tratamento psicológico clínico de pacientes portadores de transtornos alimentares de modo a problematizar a clínica dirigida a estes pacientes; identificar as múltiplas causas e características relacionadas ao excesso de peso e sua manutenção; investigar o fenômeno da obesidade, sua prevalência e incidência na cultura contemporânea; delimitar as questões singulares dos trabalhos psicoterapêuticos realizados conjugando com a atualização teórica e a produção científica de conhecimentos na área. Co-coordenação: Terezinha de Camargo Viana.

Psicopatologia narcísica e psicanálise

O projeto de pesquisa representa um delineamento de reflexões no estudo dos conceitos de narcisismo, subjetividade e psicopatologias narcísicas e sua correlação com os chamados pacientes-limite na clínica psicanalítica contemporânea. Nosso objetivo é o de compreender o processo de constituição do sujeito em estado limite focalizando a prática clínica, seu método, seus instrumentos e a teoria que lhe é subjacente. Trata-se de uma reflexão teórico-clínica do perfil dos pacientes na clínica psicanalítica contemporânea caracterizada principalmente por manifestações psicopatológicas ligadas às psicopatologias narcísicas. Destacam-se temas que dizem respeito às depressões melancólicas, doenças psicossomáticas, transtornos alimentares, síndromes do pânico e formas de adição.

Psicanálise e escrita de si: reflexões sobre a função da escrita nos casos limite

O presente projeto é uma reflexão em torno da escrita e sua utilização em psicanálise, especialmente na clínica dos pacientes-limite. O objeto de estudo recai sobre a reflexão da importância da escrita autobiográfica e a assunção do sujeito nesta escrita. Levantamos a hipótese de que a escrita, e especificamente a escrita de si como construção subjetiva, pode trazer sentido a uma angústia que extravasa, vez que essa em excesso atualiza o risco de que as bordas psíquicas se desfaçam. Nossa questão de pesquisa recai sobre a possibilidade da escrita instaurar uma palavra própria que seja capaz de lidar com o trauma interno. Este projeto abre uma interface com a Literatura e sua utilização como exemplo clínico.

 

  • FRANCISCO MOACIR DE MELO CATUNDA MARTINS

A Metáfora em Freud (1892-1900): Dos Estudos Pré-psicanalíticos a Interpretação dos Sonhos

Elucidar como a metáfora se apresenta e contribuiu para a constituição da teoria e o campo psicoterapêutico na obra inicial de Freud é o fito da presente pesquisa. Visa explicitar e diferenciar com os conhecimentos atuais como a metáfora se apresenta em textos princeps freudianos. Para tanto será realizada exegese dos textos compreendidos entre 1892 e 1900, com atenção para o texto original em alemão e suas traduções em inglês e para o português. Apresentamos os principais tópicos, a lista das metáforas já levantadas e a análise redigida de duas metáforas como exemplo dos produtos a serem alcançados. As metáforas serão examinadas e desenvolvidas tanto nas suas relações biográficas, quanto com o Zeitgeist e com relação às principais teorias que emergiram durante os 109 anos seguintes a Interpretação dos Sonhos. Bolsa Produtividade em Pesquisa e Apoio CNPq

Metáfora e Psicoterapia

O presente projeto dá continuidade às investigações acerca de Linguagem e psicoterapia e visa investigar teórica clinicamente a presença de metáforas em psicoterapia e o seu uso no processo terapêutico. A hipótese central a ser investigada diz respeito à transformação que a metáfora sofre ao longo do processo contribuindo para a cura psicoterápica. Dito isso pressupomos que a cura pela fala implica principalmente na elaboração de metáforas e criação de novas possibilidades de simbolização para o paciente. Propõe-se ao longo de atendimentos clínicos se colher material que permita a análise das metáforas e da sua participação na retórica mais elaborada tal como ocorre com o emprego de perífrases, ironias, sarcasmos, do chiste e do Wit (palavra espirituosa) e bom humor. Empregar-se-á a teoria analítica freudiana, textos de Lacan, da semiótica de Peirce e principalmente da Filosofia da Linguagem ordinária para proceder a análise do material. Apoio CNPq.

 

  • GLAUCIA RIBEIRO STARLING DINIZ

Gênero e Saúde Mental: experiências de mulheres em situação de violência conjugal
A violência constitui um problema grave de saúde pública. O objetivo do projeto é aprofundar o conhecimento acerca da realidade de mulheres em situação de violência conjugal que são atendidas no Projeto de Extensão de Ação Contínua intitulado Atendimento a Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar. Tanto o projeto de extensão quanto o projeto de pesquisa têm como fundamento base o reconhecimento de que a complexidade das dinâmicas de violência doméstica e familiar nos coloca diante da responsabilidade de refletir criticamente sobre o tema no intuito de buscar caminhos para entender e lidar com esses processos, e, em especial, com as pessoas que são afetadas pela vivência cotidiana de violência. Bolsa Produtividade em Pesquisa CNPq

Gênero e Saúde Mental - Um estudo exploratório de dimensões da experiência de mulheres das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste

O objetivo geral do projeto é investigar interações entre gênero e saúde mental, a partir do estudo de eixos estruturantes construção de identidades, trabalho, relações conjugais e familiares, violência e assim contribuir para o conhecimento de dimensões da experiência de mulheres de diferentes raças, classes sociais, gerações, níveis educacionais e orientações sexuais, das regiões norte, nordeste e centro-oeste, em face à multiplicidade de papéis de trabalhadora, de esposa, de mãe que vêm assumindo nos contextos sociais em que estão inseridas. Apoio CNPq

Gênero, Psicologia Clínica e Envelhecimento

Investiga, a partir de perspectivas de gênero e de desenvolvimento, os seguintes temas: condição feminina e masculina na sociedade contemporânea; implicações psicológicas dos processos de envelhecimento; meia idade; climatério e menopausa; andropausa; velhice e cuidados familiares; estratégias grupais voltadas para a promoção de saúde e intervenção clínica na maturidade e velhice. Abordagens qualitativas e quantitativas são utilizadas no estudo dos temas descritos.

Relações Interpessoais: estudos da interação família-trabalho, sexualidade e violência

Estudo das dinâmicas conjugais e familiares para compreensão dos seguintes processos: (1) interação casamento-família-trabalho (mudanças na divisão sexual do trabalho; estratégias para lidar com a multiplicidade de papéis; satisfação no casamento; relação casamento-trabalho-saúde mental); (2) manifestações da sexualidade e violência; violência conjugal e familiar; abuso sexual; dinâmica afetivo-emocional da violência.

 

  • ILENO IZÌDIO DA COSTA

Intervenção Precoce nas Psicoses

Procura investigar a realidade de indivíduos e famílias que vivenciam as primeiras crises do tipo psicótica. O Grupo de Pesquisa e Intervenção Precoce em Primeiras Crises do Tipo Psicótica (GIPSI) do Instituto de Psicologia da Universidade de Brasília, a base desta investigação, é composto por uma equipe multidisciplinar em Psicologia. Atendemos e pesquisamos indivíduos em primeira crise psíquica grave, seja como primeiro episódio (estágio inicial) seja como primeira internação (primeira intervenção), que revele manifestações psicológicas de profunda repercussão (afetiva, emocional, relacional) em si próprio, na família ou no seu contexto relacional imediato.

A interação familiar e o sofrimento psíquico

Esta pesquisa tem como foco central a interação familiar enquanto dinâmica e estrutura relacional de vivências de sofrimento psíquico, que vão das crises normais do desenvolvimento humano às crises psíquicas neuróticas, psicóticas ou de transtornos correlatos, físicos ou psíquicos (tais como Alzheimer, Lesão Medular, AVC etc), particularmente a esquizofrenia. Partindo da Teoria Familiar Sistêmica, combina a Filosofia da Linguagem, em especial a Teoria dos Atos de Fala, com a clínica familiar e a Psicanálise.

Personna - Grupo de estudos e pesquisas sobre criminalidade, violência, perversão e psicopatia

Desenvolve estudos e pesquisas acadêmicas na área de criminalidade, violência, perversão e "psicopatia". Funciona na Universidade de Brasília, em parceria com universidades regionais e nacionais. A equipe é composta por professores, alunos de graduação, mestrado e doutorado diretamente envolvidos nas diferentes pesquisas,  além de profissionais da área da psicologia, direito, serviço social, sociologia, antropologia, economia, segurança pública e psiquiatria.

 

  • JULIA SURSIS NOBRE FERRO BUCHER- MALUSCHKE

A vivência da mulher e percepção de seu desempenho nos papéis de esposa/companheira, mãe e profissional numa sociedade em transformação
Este projeto visa o estudo da vivência da mulher nos papéis de esposa/companheira, de mãe e profissional, no contexto da família monoparental materna ou biparental no momento da pesquisa. Objetivamos descrever o perfil das mulheres, a realidade vivenciada no que concerne aos papéis que elas vêm desempenhando no âmbito profissional, na vida conjugal e na condição de mãe, relacionando-os com a autopercepção de sucesso.  Bolsa Produtividade em Pesquisa CNPQ

Ecologia do desenvolvimento e impactos de projeto de geração de renda em uma comunidade ribeirinha amazônica

Configura-se mais claramente como um programa integrado de pesquisas que procura associar as investigações do Grupo de Ecologia do Desenvolvimento (GED), constituído por pesquisadores-orientadores e orientandos da UFPA e o Grupo de Ecologia do Instituto Sócio-Ambiental (GEISA) da UFRA como também de colaboradores de outras instituições. O programa é composto por vários subprojetos que juntos, têm como propósito dar continuidade ao trabalho iniciado em 2004, ampliar os dados acerca das características dos contextos de desenvolvimento de populações ribeirinhas, possibilitar um trabalho de intervenção de geração de renda o qual seus impactos serão devidamente avaliados.

Saúde e doença em jovens brasileiros em situação de risco: Ampliando contextos ecológicos

O estudo sobre resiliência e vulnerabilidade em adolescentes em situação de risco social e pessoal amplia seu foco nessa etapa para abranger também os jovens brasileiros. Este projeto inclui aspectos de saúde-doença, de forma contextual e multidimensional, abrangendo variáveis como educação, trabalho e família associados. Portanto, este estudo inclui dados de 8000 jovens brasileiros, das capitais Porto Alegre, Campo Grande, Recife, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Manaus e Presidente Prudente. Inclui, ainda, dados de Arcos (Minas Gerais), Maués (Amazonas) e Taubaté (São Paulo).

 

  • LUIZ AUGUSTO MONNERAT CELES

Metapsicologia da pulsão (perversão e clínica da pulsão)
Trata-se de continuação do projeto atualmente objeto de bolsa PQ, com ênfase anunciada em seu subtítulo. O projeto tem por finalidade geral a caracterização dos modos de subjetivação implicados no trabalho e na teoria psicanalíticas. Objetivos específicos: 1) situar a clínica das pulsões na obra de Freud; 2) significar as clínicas psicanalíticas com referencia à psicanálise contemporânea, freudianas e não freudianas;. 3) desenvolver as relações entre as duas principais formas da apreensão da perversão na psicanálise, a partir de considerações sobre o fetichismo e o masoquismo; 4) caracterizar a clínica da pulsão: análise da sexualidade; a perversão e o inconsciente; a intensidade e o sentido na clínica psicanalítica; o objeto da pulsão e as cadeias de Eros; a pulsão de morte e o masoquismo primário em análise. Bolsa Produtividade em pesquisa CNPq.

 

  • LIANA FORTUNATO COSTA

Crianças e adolescentes em acolhimento institucional no Distrito Federal: estudo das condições familiares, institucionais e sociais

Conhecer as condições familiares, institucionais e sociais das crianças e adolescentes constantes dos processos de acolhimento institucional em andamento na Promotoria de Justiça de Defesa da Infância e da Juventude no período de janeiro de 2007 a agosto de 2009, analisados na pesquisa realizada em uma parceria entre Escola Superior do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, Promotoria de Defesa da Infância e Juventude do Distrito Federal e Universidade Católica de Brasília (descrita anteriormente) que foram acolhidas institucionalmente mais de uma vez, visando contribuir para o conhecimento desta realidade e para a discussão de novos procedimentos que possibilitem uma melhor garantia do seu direito à convivência familiar e comunitária, evitando a reincidência do acolhimento.

Grupo multifamiliar com adolescentes ofensores sexuais

Este projeto surgiu como proposta interventiva apresentada na conclusão do curso Promoção da Atenção Integral de Adolescentes em conflito com a Lei no Distrito Federal e Capacitação de Equipes de Saúde . É uma pesquisa-ação tendo como base a estreita relação entre a resolução de uma problemática institucional e a pesquisa social empírica. Envolve tanto pesquisadores como participantes da situação-problema.

Construção de Metodologia de Grupos Multifamiliares no Contexto do Abuso Sexual

Trata-se de projeto em parceria com o Setor Psicossocial Forense do Tribunal de Justiça do DF que se caracteriza como pesquisa-ação e busca desenvolver conhecimento acerca da metodologia de grupos multifamiliares aplicado ao contexto do abuso sexual. Famílias encaminhadas por esse setor são atendidas em grupo proporcionando que se estabeleça conhecimento sobre as vinculações familiares, conjugais, de desenvolvimento infantil ligadas e essa temática de trauma violento.

 

  • MAURÌCIO DA SILVA NEUBERN

Complexidade, Subjetividade e Hipnose nas Relações Terapêuticas 

O projeto envolve uma articulação entre as idéias de Milton Erickson e Edgar Morin visando uma compreensão complexa da subjetividade nas relações terapêuticas com especial ênfase na hipnose. Objetiva o desenvolvimento: de reflexões complexas em termos epistemológicos e históricos sobre tema da hipnose e a constituição da Psicologia Clínica; de aportes teóricos e metodológicos que contemplem a complexidade dos processos clínicos, hipnóticos e subjetivos em termos de relações terapêuticas específicas em temas como a psicoterapia, o transe, a corporeidade, a reconfiguração subjetiva da experiência, as dores e doenças crônicas, problemas etnopsicológicos e as experiências espirituais; da compreensão da clínica hipnótica integrada a seus dispositivos contextuais e culturais de produção subjetiva.

Hipnose e Configurações Subjetivas das Dores Crônicas 

Aborda o pensamento Complexo de Morin e Hipnoterapia de Milton Erickson. Tem como objetivo: compreender o impacto da hipnose nas configurações de diferentes níveis de experiência de pessoas com dores crônicas. Parte do método qualitativo e complexo, de inspiração construtiva-interpretativa, aplicada a situações de estudo de caso.

 

  • MARCELO DA SILVA ARAÚJO TAVARES

Estratégias de Prevenção e Intervenção em Crise no contexto do Risco de Suicídio

Este projeto investiga três áreas correlatas, com os objetivos de (a) desenvolver instrumentos e procedimentos de avaliação do risco de suicídio e da crise suicida, considerando dispositivos multimétodos a alcance da psicologia clínica, como protocolos de entrevistas, listas de checagem, testes psicológicos e instrumentos por autorelato (questionários); (b) desenvolver procedimentos interventivos nas crises suicidas, considerando a avaliação de risco, as implicações psicodiagnósticas diferenciais, estruturais e psicodinâmicas, as vulnerabilidades evolutivas, as relações de suporte e redes de apoio, e as políticas de saúde; e (c) desenvolver estratégias de intervenção preventiva visando particularmente o fortalecimento de fatores de proteção ao suicídio ao longo do desenvolvimento em diferentes populações.

 

  • MARIA INES GANDOLFO CONCEICAO

O usuário de crack na rede de atenção à saúde

Esta pesquisa tem como objetivo realizar um estudo exploratório sobre o usuário de crack em dois estados do Brasil (PB e DF), conhecer o perfil dos profissionais da rede pública de saúde que lidam com eles, bem como suas representações sociais. Conhecer as características sociodemográficas do usuário de crack; Identificar as condições de saúde e necessidades de atendimento nas redes de serviços de saúde e proteção social de usuários de crack, Conhecer as funções das redes sociais dos usuários de crack; Verificar as características familiares dos usuários de crack e fatores relacionados a comportamentos violentos e/ou problemas legais por meio do estudo de suas redes sociais; Analisar a demanda de usuários de crack e de outras drogas atendidos pelas redes de atenção integral à saúde e de assistência social.

A escola em rede no enfrentamento da violência nas comunidades do Distrito Federal

Trata-se de um projeto de pesquisa-ação que envolve uma proposta de oferecimento de capacitação para educadores de escolas e instituições da comunidade sobre o tema do enfrentamento da violência na escola, e que também se propõe a investigar de forma mais aprofundada as relações de violência das quais participam os vários atores que se relacionam com a escola: estudantes, professores, famílias, funcionários, comunidade em torno da escola.

Intervenção psicossocial em grupos de adolescentes vinculados à medida de liberdade assistida

O estudo tem por objetivo compreender a relação que o adolescente estabelece com a medida socioeducativa e produzir subsídios para intervenções psicossociais grupais que se coadunem com os princípios norteadores da socioeducação e que se alinhem com a perspectiva do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE). Considerando-se os três aspectos socioeducativos fundamentais da medida, quais sejam, o sancionatório, o reeducativo e o reparatório, pretende-se produzir metodologias de intervenção grupais para trabalhar as dimensões relacionais (o adolescente e a lei, o adolescente e a sociedade e o adolescente consigo mesmo).

Modelo sistêmico e da saúde e metodologia das redes sociais na prevenção da drogadição

Construções teórico-metodológicas críticas às práticas preventivas embasadas no modelo do medo e da estigmatização do usuário de drogas, propondo como alternativa um modelo sistêmico de educação para a saúde que tem como metodologia a prática de redes sociais considerada como a linguagem dos vínculos.

 

  • MARIA FÁTIMA OLIVIER SUDBRACK

Drogas, Juventude e Complexidade

Desenvolve estudos sobre a drogadição na adolescência. A problemática das drogas/álcool é investigada enquanto objeto transdisciplinar, sob a ótica do pensamento complexo. A pesquisa extrapola a questão específica da dependência de substâncias, investigando a temática mais ampla das adições e da ressonância do fenômeno das drogas no tecido sócio-familiar e nas redes sociais de adolescentes em situação de risco. Investiga também metodologias de intervenção na drogadição em diferentes contextos: família, escola, saúde, justiça. 

Adolescentes em conflito com a lei: construções identitárias no contexto da exclusão social e da violência

Propõe estudos relativos à condição subjetiva e relacional de adolescentes envolvidos com atos infracionais, na perspectiva sistêmica e da complexidade. A família e a justiça colocam-se como contextos de destaque na busca de significação e de ressignificação da passagem ao ato de adolescentes que, marcados pela condição de pobreza, exclusão social e violência, vivem o paradoxo da busca da lei através da transgressão. As temáticas investigadas situam-se em dois níveis: a) construções identitárias de adolescentes em conflito com a lei b) construções teórico-metodológicas sobre medidas sócio-educativas em meio-aberto.

 

  • MARIA IZABEL TAFURI

Prevenção em parentalidade: Estudo comparativo inter-cultural sobre as expectativas de mulheres e de homens, de hoje em dia, em período perinatal
Realizar uma abordagem pluridisciplinar e intercultural sobre as diversas modalidades de expressão do sofrimento psíquico a partir da constituição de uma nova identidade, a de se tornar pai e mãe, no período perinatal é o objetivo do projeto. O projeto piloto dessa pesquisa foi realizado, no período de 2003 e 2005, na França (Universidade Louvain la Neuve) Universidade Marc Bloch de Strasbourg, e a Universidade Paris 8-Saint Denis). E, posteriormente, em 2007, por ocasião do primeiro colóquio sobre o tema, denominado Colloque International de psychopathologie du lien social começou a fazer parte do projeto a Universidade de Brasília.

Psicanálise e Autismo

Pretende aprofundar o conhecimento sobre a constituição do psíquico e os distúrbios psicopatológicos da primeira infância. O autismo infantil precoce é aqui pesquisado não apenas como um distúrbio psicopatológico precoce, mas como um paradigma do psíquico. A pesquisa é realizada por meio da escuta psicanalítica dos pais das crianças autistas e do trabalho clínico desenvolvido com essas crianças.

 

  • SHEILA GIARDINI MURTA

Desenvolvimento de Tecnologias para Prevenção Primária à Violência no Namoro

Propõe-se um estudo com os seguintes objetivos: (a) identificar os características de programas de prevenção à violência no namoro que são efetivos; (b) avaliar necessidades para a condução de um programa de prevenção à violência no namoro entre adolescentes e (c) desenvolver e avaliar efeitos de procedimentos para intervenções preventivas com adolescentes. Após as etapas preliminares do estudo (revisão sistemática da literatura e avaliação de necessidades), será conduzido um estudo experimental para avaliação dos efeitos de um programa embasado em habilidades sociais sobre o desenvolvimento de fatores de proteção à violência no namoro para jovens universitários. Espera-se que este estudo contribua para o desenvolvimento de tecnologias inovadoras na área de prevenção em saúde na juventude. Bolsa Produtividade em Pesquisa e Apoio CNPq.

 

  • TÂNIA CRISTINA RIVERA

A Eficácia na Clínica, na Teoria e suas Relações com a Arte

O projeto visa construir uma reflexão sobre o sujeito na contemporaneidade através de um aprofundamento critico da compreensão da psicanálise em seu duplo aspecto teórico e clínico. Entrelaça, em torno de tal reflexão sobre o sujeito, questões oriundas de três terrenos: a) clínica psicanalítica; b) a teoria psicanalítica e seus modelos explicativos e c) as relações entre psicanálise, arte e crítica da cultura. Explora, em particular, encontros entre a psicanálise e produções culturais, atualizando um diálogo constituinte da teoria freudiana e capaz de fornecer a esta, de maneira simétrica à sua constante relação com a clínica, o descentramento necessário para relançar de maneira fecunda suas questões. Apoio CNPq

Arte Contemporânea Brasileira e a Arquitetura do Sujeito

A partir do questionamento crítico das noções de expressão e de participação na produção artística brasileira, essa investigação visa refletir sobre o lugar do sujeito na arte. A psicanálise oferece uma base teórica fundamental por caracterizar o conceito de sujeito em oposição ao de indivíduo e identidade, assinalando em seu cerne uma divisão que o constitui como outro para si mesmo. A alteridade como condição primordial do sujeito permite repensar sua relação com o outro e com a Cultura mais amplamente, o que traz importantes incidências no campo da arte. A obra de Hélio Oiticica é um terreno privilegiado por desenvolver uma potente reflexão sobre a alteridade articulando objeto, ato e construção do espaço de maneira a assinalar a emergência do sujeito como fulcro da experiência artística. Apoio CNPq.

 

  •  TEREZA CRISTINA CAVALCANTI FERREIRA DE ARAUJO

Intervenção e Formação em Saúde: Perspectivas Conceituais, Metodológicas e Práticas em Psicologia da Saúde Clínica, Pública e Comunitária

Este projeto tem por objetivo geral: investigar modelos assistenciais, visando o aperfeiçoamento dos níveis de promoção, prevenção, tratamento, reabilitação e formação na área de saúde. É composto por outros subprojetos destinados ao estudo dos seguintes assuntos: Comunicação em Saúde (interações diádicas, grupais e virtuais); Equipe de Saúde; Voluntariado; Intervenção Comunitária; Enfrentamento;, Distress; Qualidade de Vida; Sobrevivência; Resiliência de Pacientes, Familiares e Profissionais de Saúde; Desenvolvimento de Tecnologias de Comunicação e Informação em Saúde (TICs) e de Tecnologias Sociais. Bolsa de Produtividade em Pesquisa - CNPq

Desenvolvimento Psicológico e Intersexualidade

Este projeto visa: a) estudar o desenvolvimento psicológico de pessoas em condição de intersexualidade, destacando-se a aquisição de identidade de gênero e o desempenho de papel de gênero; b) contribuir para a compreensão e a orientação quanto à adesão ao tratamento, à tomada de decisão cirúrgica, ao manejo psicológico e educacional e às implicações éticas da conduta terapêutica; e c) desenvolver material de apoio para acompanhamento da clientela.

 

  • TEREZINHA DE CAMARGO VIANA

Sobre psicanálise, subjetivação contemporânea, arte e cultura

Trata-se de continuação do projeto atualmente objeto de bolsa PQ e que terá por finalidade geral a caracterização dos modos de subjetivação implicados no trabalho e na teoria psicanalíticas. No projeto a ser desenvolvido a ênfase recairá sobre as relações entre psicanálise, o sujeito e a cultura. Objetivos específicos: 1) situar a dimensão da cultura na obra de Freud: antecedentes e consequentes; 2) significar as elaborações teóricas de Freud relativas ao social e ao cultural com referencia à psicanálise contemporânea, freudiana e não-freudianas; 3) desenvolver as relações sobre a constituição do sujeito e cultura; 4) buscar caracterizar modos de subjetivação contemporâneos de um ponto de vista metapsicológico. Bolsa Produtividade em Pesquisa CNPq. 

Psicopatologias narcísicas, obesidade e transtornos alimentares

O projeto dirige atenção para os quadros psicopatológico dos transtornos alimentares, em especial da obesidade. Temos como objetivos: estabelecer uma sistematização da metodologia de atuação para tratamento psicológico clínico de pacientes portadores de transtornos alimentares de modo a problematizar a clínica dirigida a estes pacientes; identificar as múltiplas causas e características relacionadas ao excesso de peso e sua manutenção; Investigar o fenômeno da obesidade, sua prevalência e incidência na cultura contemporânea; delimitar as questões singulares dos trabalhos psicoterapêuticos realizados conjugando com a atualização teórica e a produção científica de conhecimentos na área. Co-coordenação: Eliana Rigotto Lazzarini

Subjetivação, clínica e cultura: do moderno ao contemporâneo 

Estudos quanto a constituição de modos e processos de subjetivação e singularização em suas dimensões clínicas e culturais, por meio da pesquisa, acompanhamento e  análise de expressões teóricas, filosóficas e estéticas (plásticas e literárias) do movimento socio-cultural em que emerge o sujeito moderno ; análise de  elaborações teóricas psicológicas  contemporâneas que buscam explicar os novos processos de estruturação e/ou ruptura de modos de subjetivação e de sofrimento psíquico, com particular ênfase à  psicanálise.

 

  • VERA LÚCIA DECNOP COELHO

Gênero, Psicologia Clínica e Envelhecimento

Investiga, a partir de perspectivas de gênero e de desenvolvimento, os seguintes temas: condição feminina e masculina na sociedade contemporânea; implicações psicológicas dos processos de envelhecimento; meia idade; climatério e menopausa; andropausa; velhice e cuidados familiares; estratégias grupais voltadas para a promoção de saúde e intervenção clínica na maturidade e velhice. Abordagens qualitativas e quantitativas são utilizadas no estudo dos temas descritos.

Saúde Mental do Idoso e Familiares

O Projeto destina-se ao estudo de idosos e familiares na perspectiva da Psicologia Clínica. O objetivo geral é investigar implicações psicológicas do processo de envelhecimento, com ênfase em eventos vitais e perdas significativas, bem como nos efeitos da participação do idoso e familiares cuidadores em estratégias de intervenção psicológica.

Projeto de Apoio e Valorização da Mulher

O Projeto de Valorização da Mulher envolve o estudo de temas acerca da saúde mental da mulher, tais como meia-idade, menopausa, depressão, sexualidade e violência familiar. Inclui ainda o estudo de metodologias de intervenção psicológica com mulheres.

 

  • VALESKA MARIA ZANELLO DE LOYOLA

Psicologia Clínica e Neurociência

Objetiva pesquisar/construir um diálogo possível entre a psicologia clínica, sobretudo numa vertente psicodinâmica, e a neurociência, mantendo no entanto, suas diferenças. Isto é, não se elege uma primazia ontológica/epistemológica de nenhuma das duas áreas, mas antes busca-se um possível diálogo que fomente questões para ambas as disciplinas. O enfoque da pesquisa se dá sobretudo nos seguintes temas: transferência, repetição e memória procedural; inconsciente primário e secundário, linguagem e diferentes tipos de memória; linguagem e consciência; comportamento verbal e não verbal.

Saúde mental e Gênero

A presente pesquisa tem por objetivo desnaturalizar esta concepção, apontando que esta perspectiva liga-se a um momento histórico e com amplas conseqüências para a prática e a convivência com o dito doente mental. Partindo das contribuições e usando a metodologia dos filósofos da linguagem, buscar-se-á apontar problemas no uso do termo doença mental , no campo da psiquiatria. Isto é, será analisado o uso deste termo que, neste âmbito, é metafórico: há uma importação da utilização do termo das ditas ciências médicas para sua aplicação em um campo onde a linguagem e a mediação simbólica mostram-se essenciais, enquanto configuradoras dos modos de sofrimento especificamente humanos.